MEUS PLAYLISTS FAVORITOS

terça-feira, 26 de setembro de 2017

Os Iguais - Antologia (1966/1967)

01 - Esqueça 
02 - The More I See You 
03 - Yesterday 
04 - California Dream 
05 - Submarino Amarelo - (Yellow Submarine) 
06 - Pobre Menina 
07 - Call Me 
08 - See You In September 
09 - Here There And Everywhere 
10 - Love Me Please Love Me 
11 - Girl - (Meu Bem) 
12 - Monday Monday 
13 - A Partida 
14 - Estarei Sempre A Esperar 
15 - Quero Te Dar Meu Coração - (I'll Follow The Sun) 
16 - Creia 
17 - Quando O Amor Bater Na Porta 
18 - Sonata Nos Azuis.

Os Iguais (Quarteto vocal da Jovem Guarda).

Foi um quarteto vocal da Jovem Guarda.Tinha como integrantes Marcelo Gastaldi, Mário Lúcio de Freitas, Apolo Mori e Antônio Marcos. Os Iguais, que bem no início se chamava 'Os Plutos', adaptava canções estrangeiras para a língua portuguesa, criava novas canções ou até mesmo regravava músicas em outros idiomas (como, por exemplo, Beatles). O conjunto ficou famoso porque alguns de seus integrantes se destacaram posteriormente, como Antônio Marcos, que veio a ser uma famoso cantor popular, Marcelo Gastaldi, ator que, entre outras coisas, foi o dublador do Chaves, e Mário Lúcio, criador de várias vinhetas de televisão, entre elas a abertura do Chaves, em parceria com Antônio Paladino.

FONTE DA PESQUISA: https://pt.wikipedia.org/wiki/Os_Iguais

domingo, 24 de setembro de 2017

Moura Junior – Oooooxênte (1962)

01. Seu Dureza (Manezinho Araújo / Catulo de Paula)
02. Cowboy do Ceará (Catulo de Paula)
03. Tira o Cavalo da Chuva (Manezinho Araújo)
04. Espera Maria (Luiz Bandeira / Alberto Lopes)
05. Por Que Cargas D’água (Manezinho Araújo)
06. Mariazinha (Manezinho Araújo)
07. Baião da Carta (Catulo de Paula / Fernando Lopes)
08. Eu Sou de Menor (Catulo de Paula / Chico Anísio)
09. O Colo de Maria (João Mello)
10. O Mundo Só É Bom Assim (Buco do Pandeiro / Zé Araújo)
11. Nordeste da Peste (Moura Júnior / Zé Araújo)
12. Os Olhos da Cabocla (Catulo de Paula).

“…minhas musicas preferidas são ‘Baião da Carta’, ‘Espera Maria’ e ‘Colo de Maria’, é quase impossivel ouvi-las e ficar parado sem dançar. Esse é o único LP cantado em forró desse artista, existe um outro disco dele, só que é meio samba com bossa nova !!!

O interessante desse artista é que ele não tem uma voz igual aos dos outros cantores de forró, a voz dele é meio de bossa nova, que é muito parecida com a de Paulo Tito…”

Além dos discos de 78 rpm e das coletâneas que participou pela copacabana ele ainda gravou outro disco pela Phillips chamado Embolabalanço – Phillips – 1964 no qual gravou músicas que todos os forrozeiros conhecem muito bem: Moinho D’água, amoroso e morena do grotão. E a contra capa desse disco foi assinada por nada mais, nada menos que Antônio Carlos Jobim".

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Trepidant's - Remember-me (1977)

01- Remember me
02- To be or not to be
03- Doubts
04- Everytime
05- Fall in love
06- Some day i'll really fly
07- All love
08- A good reason
09- My flaming love
10- Song for nubia
11- Looking forward
12- Dead past.

A Banda Trepidants, foi formada em 10 de Setembro de 1970 na cidade de Recife-Pernambuco, pelos irmãos: Geraldo, Vicente, Ronald e Eraldo. Faltava um quinto elemento para a formação do conjunto (que hoje chamam de banda). Encontramos o grande amigo Paulo Bezerra que imediatamente ingressou no conjunto. Tudo era muito difícil naquela época, mas com muita vontade de vencer e de conquistar o seu espaço no cenário artístico nacional, os cinco rapazes foram a luta.

Apresentando-se em clubes, aniversários e eventos promovidos por emissoras de rádio na periferia da cidade do Recife em Pernambuco, em cada apresentação do conjunto, a rapaziada destacava-se com seu repertório atual, e com seu jeito diferente de cantar e dançar. Finalmente em 1976, fomos convidados pelo produtor musical Fernando Borges para gravar um tape, mas todas as despesas do stúdio seriam por nossa conta, ele apenas mandaria o tape para a gravadora decidir. Podendo ser ou não aprovado o seu lançamento. Naquela época era muito difícil gravar um disco, era muito caro o aluguel do stúdio e nem todos tinham o direito de gravar. O cantor para entrar num stúdio de gravações, tinha que ser bom e saber realmente cantar. As dificuldades eram tantas, que em frente das gravadoras grandes filas se formavam com pessoas esperando por uma oportunidade. Imaginem! um conjunto de Recife, gravando em inglês, apelidados de matutos, de paus de arara, de cabeças chata etc... Enfrentamos o preconceito e gravamos pela primeira vez no stúdio Rozemblit de Recife. Muitas pessoas nos perguntam: Porque gravar em inglês?. Naquela época as emissoras de rádios no Brasil, tocavam em suas programações 80% de músicas internacionais, ficando apenas 20% para a música popular brasileira, logicamente estaríamos ganhando nas execuções. O mano Vicente já fazia um curso de inglês no "Maia English Course". Depois do grande sucesso alcançado, outros integrantes da banda, tiveram que seguir a mesma estrada e aprender inglês.

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Ronnie Cord - Rua Augusta (1964)

01 - Rua Augusta
02 - Veludo Azul (Blue Velvet)
03 - Sílvia
04 - Eu e o Luar
05 - Viva Las Vegas
06 - Hippy Hippy Shake
07 - Biquíni de Bolinha Amarelinho
08 - Loody lo
09 - Humildemente te Peço Perdão
10 - brotinho Difícil
11 - Roberta
12 - My Bonnie (Lies Over the Ocean).

Ronnie Cord (Cantor. Compositor da Jovem Guarda).
Ronald Cordovil
22/1/1943 Manhuaçu, MG 
6/1/1986 São Paulo, SP

Filho do maestro e compositor Hervê Cordovil. Ainda com seis anos começou a ter aulas de violão.

Iniciou sua carreira em 1960, tendo a ajuda na produção e na escolha do repertório, de seu pai, e sendo acompanhado por Betinho E Seu Conjunto. Nesse período, assim como outras estrelas do rock na época, cantava em inglês ou fazia versões de sucessos internacionais em português. No mesmo ano teve seu primeiro LP lançado e ganhou o Troféu Chico Viola por ter permanecido por seis meses em primeiro lugar nas paradas de sucesso, com a música "Itsy bitsy teenie weenie yelow polkadot bikini", de Lee Pockriss e Paul Vence. Em 1961 gravou a balada "Bat Masterson", de Bart Corwin e Havens Wray, de um seriado de grande sucesso na TV. Em 1962, estreou como compositor com a música "Sandy". Porém, somente em 1964 obteria novo sucesso com "Rua Augusta", de autoria de seu pai. De acordo com Erasmo Carlos e Tony Campello, essa composição seria o primeiro hino do rock brasileiro. Foi também a primeira música desse gênero a ter problemas com a censura. Sua terceira estrofe, - 'Comigo não tem mais esse negócio de farda/ não paro o meu carro nem se for na esquina/ tirei a 130 a maior fina do guarda...' - foi cortada pela censura, tendo que ser substituída. A canção fez enorme sucesso e ganhou vários prêmios. 

sábado, 9 de setembro de 2017

Baile de Brotos - Vol.01 - Vários Artistas (2012)

1. Telstar – Mário Gennari Filho - 1963; 
2. Hully Gully do Galinho - Arrelia - 1963; 
3. Jamais Soube Seu Nome – Kleber Satri – 1963 (*); 
4. Cansei de lhe Pedir – Meire Pavão e The Jet Blacks - 1964; 
5. Tristesse – Os Metralhas - 1964; 
6. A Volta do Brôto – Alceli Camargo - 1965; 
7. Os Rapazes Gostam de Saber - Cidinha - 1965; 
8. Bobo de Ninguém – Edson Gray - 1966; 
9. Você me Faz Chorar – The Victors - 1967; 
10. Brotinho Sem Juízo – Carlos Imperial - 1967; 
11. A Catedral (Winchester Cathedral) – Os Falcões - 1967; 
12. Eu Encontrei o Amor (I Found a Girl) – Os Jovens - 1967; 
13. Não Quero Ouvir Falar de Amor – Luiz Keller - 1967; 
14. O Chorão – Os Panteras - 1967; 
15. Namoradinha de um Amigo Meu – Os Falcões - 1967; 
16. Quero Ter Você Perto de Mim – Maritza Fabiani – 1968; 
17. Hello Mona Lisa – Santos Dumont - 1969; 
18. Que Vale a Vida Sem Amor – Luiz Airão - 1969; 
19. Eu Sou um Rock’n Roll – Kleber Satri – 1970 (*); 
20. 16 Toneladas (Sixteen Tons) – Noriel Vilela - 1971; 
21. Um Grito no Além – Edson Gray – 1972 (*); 
22. Sempre lhe Direi – Wanderley Cardoso - 1974; 
23. Aliança – Sara Sally Sarinha – 1974 (*); 
24. Olhando Estrelas (Look For a Star) – Gilberto Reis - 1976; 
25. Adriana na Piscina – Garotos de Vida Fácil - 1983; 
26. A Rosa Azul – Ylan Marcel – 2002 (*)

Obs: (*) Gravações Inéditas, não lançadas em disco

"No ano passado ao visitar um feira de colecionadores de discos, recebi de um amigo três discos regravaveis (Cdrws) contendo um material interessante, da época da Jovem Guarda. O que me chamou a atenção era que o material era composto por personagens que não eram considerados a primeira linha da Jovem Guarda e alguns eu nem conhecia. Eram bandas e artistas de gravadoras alternativas e que aproveitaram o momento comercial daquele movimento.

Nessa coletânea, além de algumas músicas inéditas, também há algumas pérolas perdidas de épocas mais recentes, mas que tinham grande influência da época. 
Considerando que o material recebido não tinha nenhuma informação sobre o critério de seleção ou até mesmo a sua respectiva composição gráfica, o blog pesquisou e elaborou uma simples capa, contra capa e lista das músicas e interpretes. 

Acredito que vale pela raridade desse material e também como curiosidade sobre a abrangência e influência da Jovem Guarda" (Autor do artigo: Hedson Sousa Laplaya).



NOTA NOSSA: Pedindo aqui a permissão antecipada ao meu parceiro de longas datas Hedson Laplaya,  estou postando este CD com gravações inéditas não lançadas em disco, denominado "Baile de Brotos", cujo trabalho de compilação inclui músicas antológicas gravadas por vários artistas brasileiros, principalmente nos anos 60 e 70. Confira as músicas na contracapa acima.

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Nelson Ned -Tudo Passará (1969)

Lado: A
01 - Será, Será 00:00
02 - Hoje, Não Volto Mais Para Casa 03:22
03 - Você Não Nasceu Pra Mim 06:56
04 - Tamanho Não É Documento 09:32
05 - O Riso Que Eu Perdi 12:16
06 - Camarim 15:49


Lado: B
01 - Alô! Aqui Sou Eu (Pronto! Sono Io) 18:30
08 - Vou Buscar O Meu Amor 21:14
09 - Domingo À Tarde 24:21
10 - Um Recado Para Meu Amor 27:53
11 - Ao Meu Amor (To Sir, With Love) 31:10
12 - Tudo Passará 34:10

Nelson Ned (Cantor. Compositor)
Nelson Ned d'Ávila Pinto
2/3/1947 Ubá, MG
5/1/2014 Cotia, SP

Estudou música com sua mãe. É o único cantor anão brasileiro. Recebeu de Paulo Gracindo o apelido de "O Pequeno Gigante da Canção", quando ainda estava no início da carreira. Faleceu na cidade de Cotia, SP, vítima de pneumonia grave. Costumava dizer que era difícil ser anão e cantor brega no Brasil. Segundo suas palavras: "Lá fora eu não tinha estatura, cor, raça ou classificação musical".

Gravou pela primeira vez em 1963, pela Polydor, quando lançou um disco em 78 rpm com as músicas "Eu sonhei que tu estavas tão linda", de Lamartine Babo e Francisco Matoso, e "Prelúdio à volta", de Osmar Navarro. Em seguida, essas composições seriam relançadas em compacto duplo, juntamente com as músicas "Por Onde Eu Vou", de Catulo de Paula e Antônio Carlos de Souza e Silva, e "Melodias Do Céu", de Haroldo Eiras e Di Veras. Em 1964, também pela Polydor, lançou seu primeiro LP, "Um show em noventa centímetros", que trouxe duas das quatro músicas lançadas em compacto duplo, "Eu sonhei que tu estavas tão linda", Lamartine Babo e Francisco Matoso, e "Prelúdio à volta", de Osmar Navarro, e mais "Só saudade", de Almeida Rego e Armando Quezada; "Coisas do Passado", de José Fabiano; "Pobre Amor", de Concessa Lacerda e Romeo Nunes; "Tema Triste", de Osmar Navarro e Jacobina; "Um Novo Céu", de Fernando César e Ted Moreno; "Tu Ficarás Em Mim", de Ted Moreno e Maria Isabel; "Um Sol Pra Nós Dois", de Servulo Odilon e Wilton Franco; "Cantiga de Ninar Saudade", de Osmar Navarro; "Meu Amor Minha Esperança", de Altemar Dutra e Myriam Conceição, e "Poema Em Negro", de Sergio Malta. Ficou quatro anos sem gravar novos discos até que, em 1968, pela Chantecler, lançou um compacto simples com as músicas "Tamanho Não É Documento", parceria com Hamilton Gouvêa Bastos, seu primeiro grande sucesso, no qual se referia à sua estatura, e "Me Ensine A Viver Sem Você", de sua autoria. 

A Turma da Pilantragem - Vol.01 (1968)

01 – Não Tenho Lágrimas (Max Bulhões e Milton de Oliveira)/Ela é Demais (Carlos Imperial)/Tristeza Que Dói (Nonato Buzar)-00:00 
02 – Lá Vem Ela (De Como Um Garoto...) (Nonato Buzar, Chico Anísio e Wilson Simonal)/Dá Nela, Saudade (Carlos Imperial e Adilson Silva)–01:47
03 – Peixe Vivo (D. P.)/Lapinha (Baden Powell e Paulo César Pinheiro)/Uni-Duni-Tê (Nonato Buzar e Chico Feitosa)/Margarida (Gutemberg Guarabyra)-04:28
04 – Kalu – (Humberto Teixeira)-06:35
05 – Lata D’Água (Luiz Antônio e Jota Jr)/Risque (Ary Barroso)-08:33
06 – Procissão (Gilberto Gil)/Deixa Quem Quiser Falar (Nonato Buzar e Wilson Simonal)/Yes, Nós Temos Bananas (João de Barroe Alberto Ribeiro)–10:32 
07 – Estamos Aí (Maurício Einhorn, Durval Ferreira e Regina Werneck)/ Balanço Zona Sul (Tito Madi) – 12:29
08 – Nós e O Mar (Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli)/O Cantador (Dori Caymmi e Nelson Motta)/Sá Marina (Antônio Adolfo e Tibério Gaspar)-14:36
09 – Dó-Ré-Mi (Fernando César)/Primavera (Carlos Lyra e Vinícius de Moraes)/Gosto Que Me Enrosco (Sinhô)– 17:08
10 – Manifesto (Guto e Mariozinho Rocha)/Sambou, Sambou (João Mello e João Donato)/O Passarinho (Chico Feitosa e Luiz Fernando Freire)– 21:34
11 – Passarinho da Lagoa (Evaldo Ruy e Fernando Lobo)/Ponteio (Edu Lobo e Capinan)/Upa, Neguinho (Edu Lobo e G. Guarnieri) – 23:21
12 – A Banda (Chico Buarque de Hollanda)/Só Danço Samba (A. C. Jobim e V. de Moraes)/Viola Enluarada (Marcos Valle e Paulo Sérgio Valle)-25:14
13 – Vesti Azul (Nonato Buzar)/Onocê Ono Konô (Allan e Allex)/Maracangalha (Dorival Caymmi)-27:31
12 - A Banda / Só Danço Samba / Viola
13 - Vesti Azul / Onocê Ono Konô / Maracangalha.

A Turma da Pilantragem
Componentes: Nonato Buzar, Regininha, Dorinha Tapajós, Málu Ballona, Edinho Trindade, Camarão, José Roberto Bertrami, Alexandre Malheiros, Victor Manga, Fredera, Marcio Montarroyos, Ion, Muniz, Raul de Souza Tartaruguinha

Atuou no cenário artístico em 1968 e 1969. Foi idealizado e produzido por Nonato Buzar que, a partir de arranjos dançantes, especialmente swingados, pretendia divulgar para o público jovem os clássicos da música popular brasileira, como "Primavera" (Carlos Lyra e Vinicius de Moraes), grande sucesso do grupo. 

Em 1968, gravou o primeiro LP, "A Turma da Pilantragem", com a participação de Pedrinho Rodrigues, Cassiano, Edinho Trindade, Amaro, Camarão, Alda Regina, Nelsinho da Mangueira, Rui Felipe e Regininha. 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...